Denúncias Especiais Notícias

Cuidado com golpe da passagem barata

Compartilhe o link dessa notícia: https://yoksutai.com/XIKdT

O sonho da viagem a Tailândia pode acabar mal visto que uma nova forma de golpe que começa a ganhar força. Quadrilhas especializadas oferecem tentadoras passagens que chegam a custar um terço do valor de mercado.

Geralmente os estelionatários atuam em 2 frentes: Cartões de crédito roubados ou clonados, ou funcionários com acesso aos computadores das companhias aéreas.

Quando os golpistas utilizam cartões de crédito, os mesmos o farão esperar até o último minuto para enviar o código da passagem. A passagem é comprada e a vítima embarca antes do pagamento ser processado, ou antes que o titular do cartão perceba a compra. Caso fracasse, o cliente retorna para casa com a promessa de remarcação da data. Nisso incidem gastos extras com viagens até o aeroporto, hospedagem e alimentação.

Por vezes acontece da vítima pagar e receber apenas uma reserva que não foi paga, em alguns casos, até a reserva é falsa. 

O segundo grupo tem acesso a dados e funcionários de agências de turismo. As passagem são compradas a preços menores e revendidas. Outras são roubadas no sistema da agência, até o momento que o prejuízo é descoberto pelas empresas ou pelas companhias aéreas. 

Há também intermediadores que compram bilhetes reais, mas dão calote nas agências. Outros compram apenas a ida do passageiro.

Conquistar a confiança e o boca-a-boca são fundamentais, visto que algumas pessoas, apesar dos atrasos e remarcações, conseguem a tão sonhada viagem. Mas o que deu certo para seu amigo pode não dar para você e o barato pode sair caro. 

Cuidado com dicas de amigos de Whatsapp ou Facebook. Cuidado com agências e mensagens do tipo “vou estar enviando o bilhete amanhã”. Cuidado com passagens a R$1.000.

Um bilhete barato de ida e volta para a Tailândia custa aproximadamente US$ 1.000 (por volta de R$ 3.000) e comprar diretamente no site da companhia aérea te poupará preocupação.

Caso opte por agências, pesquise pela idoneidade da pessoa. Jogue no Google, cheque se o número do rastreador consta no site da companhia aérea. Caso já tenha efetuado o pagamento, continue negociando. e conversando. Em caso de adiamentos seguidos, vá até delegacia e faça um boletim de ocorrência levando as conversas e demais documentos.

Fique atento ao golpe da passagem e não seja a próxima vítima.

Siga o Yoksutai no Facebook e inscreva-se no YouTube para mais notícias.

Leo Monteiro
Segue lá

Leo Monteiro

Escrevendo, fotografando, filmando, editando, promovendo e fazendo esse tal de muaythai chegar ao próximo nível.
Leo Monteiro
Segue lá
Vire Caveira

Comments

comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *