Especiais Notícias

Show de kickboxing na 50ª edição do WGP

Compartilhe o link dessa notícia: https://yoksutai.com/k4awt

Noite úmida para a 50ª edição do WGP kickboxing que trouxe 3 disputas de cinturão em São Bernardo do Campo, uma das capitais do esporte no Brasil.

Na primeira disputa de da noite, Diego Piovesan bateu o campeão Hector Santiago pelo título dos leves (até 60kg). A luta vinha parelha até que Diego acertou uma joelhada que fez o campeão sentar e o árbitro abrir contagem protetora no segundo e terceiro rounds. Mesmo com a vantagem, Diego continuou agressivo o que permitiu que Hector conectasse bons socos na etapa final, mas que não foram suficientes para recuperar os rounds perdidos.

Cesar Almeida lutou pelo cinturão vago dos cruzadores (84kg), título que escapou de suas mãos quando foi derrotado por Alex Pereira em 2016. Alex hoje é o campeão linear do Glory e como não poderia defender o posto, Cesinha teve o argentino Lucas Alsina como adversário.

O brasileiro tratou desde o começo de cercar e atacar com bons low kicks as duas pernas do hermano que começou a acusar a traseira. Após apontar o caminho, Cesinha foi trabalhando os chutes que fizeram o argentino receber 5 contagens, decretando o nocaute técnico no quarto round.

Na luta principal Robson Minotinho que venceu o torneio Challenger em maio de 2018, enfrentou, Bruno Gazani, o recém coroado campeão dos meio-médios (71,8kg) em sua primeira defesa. Minoto começou bem com boas joelhadas e, assim como Cesar Almeida, foi bem efetivo com chutes na perna traseira. Porém, Gazani usou a experiência de mais de 70 lutas para diminuir a distância e não dar espaço.

Minoto foi advertido por uma queda ilegal que quase lhe custou um ponto negativo no terceiro round, e após aplicar vários low kicks no bloqueio de Gazani, num deles machucou a perna, caiu, e foi aberta contagem protetora no quarto round. Atrás no placar, o desafiante correu para tentar decidir no quinto round com mais chutes nas pernas, mas mesmo machucado, Gazani mostrou muito coração e porque é o atual campeão.

Outro destaque foi apresentação de Anderson Buzika que não deu chances a Marcelo Dionísio. Buzika conseguiu um knockdown no começo do primeiro round e passou o round inteiro tentando decidir, acertando duramente Dionísio que mesmo machucado sempre tentou revidar e só caiu quando suas pernas pararam de obedecer.

Velhos conhecidos dos circuitos de muaythai, o melhor lutador de 2017 Jonathan Ferreira, venceu Gustavo Jones e Vitão, ex-campeão do Portuários, acabou nocauteado no terceiro round.

Financie o Yoksutai, Vire Caveira.
Inscreva-se em nosso YouTube e siga-nos no Instagram.

RESULTADOS OFICIAIS:

WGP #50
São Bernardo do Campo, 27 de outubro de 2018

Card Principal
Bruno Gazani venceu Robson Minotinho por pontos
Cesar Almeida venceu Lucas Alsina por TKO no R4
Diego Piovesan venceu Hector Santiago por pontos
Damian Segovia venceu Janio Carvalho por pontos
Anderson Buzika venceu Marcelo Dionísio por TKO no R1
Renzo Martinez venceu Robson Bull Terrier por pontos
Jhonny Klever venceu Haime Morais por pontos
Jonathan Ferreira venceu Gustavo Jones por pontos
Aline Pereira venceu Tatiana Campos por pontos

Preliminares
Leo ‘Bahia’ venceu Paulo Pizzo por pontos
Manoel Sousa venceu Marcos Alves por pontos
Lais ‘Fiona’ venceu Priscila Brizola por TKO no R2
Thiago Santos venceu Vitor Hugo por TKO no R3
Jeniffer Ferraz venceu Isa Livramento por pontos
Renan Alcantara venceu Manoel Cajé por pontos

Leo Monteiro
Segue lá

Leo Monteiro

Escrevendo, fotografando, filmando, editando, promovendo e fazendo esse tal de muaythai chegar ao próximo nível.
Leo Monteiro
Segue lá

Últimos posts por Leo Monteiro (exibir todos)

Vire Caveira

Comments

comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *