Especiais Notícias

Os destaques no card profissional do Desafio Jab Direto

Compartilhe o link dessa notícia: https://yoksutai.com/Z6vbt

Na segunda edição do Desafio Jab Direto que aconteceu no Santo André no último sábado (22), muitos nocautes e boas lutas no card profissional.

Yuri Piranha e Richard Rodrigues fizeram uma das melhores lutas do evento. O carioca conseguiu acertar um duro hook na linha de cintura que fez o campeão do torneio Yoksutai sentar em knockdown ainda no primeiro round.

Seguindo o lance ainda no primeiro round, Richard conseguiu uma cotovelada que fez Piranha receber a segunda contagem. Atrás na pontuação, Yuri começou forte o segundo round e após uma projeção, acertou um chute com Richard já caído. O árbitro não estava atento mas interpretou como golpe ilegal e advertiu Piranha, porém, não percebeu que Richard estava cambaleando no outro corner e a luta prosseguiu.

Sem tempo para se recuperar, Piranha veio forte para cima do ainda tonto Richard. Noutra projeção, dessa vez considerada legal pelo árbitro, Piranha conseguiu devolver um knockdow acertando outro chute com Richard caindo. Com ambos cortados e 3 knockdowns depois, a luta seguiu disputada até o fim, mas a vitória ficou para Richard Rodrigues na decisão dos juízes.

É o Sul mais uma vez

A lutadora Daniela Vargas de Santa Maria veio até Santo André para enfrentar Letícia Emily e não desperdiçou a viagem. Dominando o clinche e usando bons cotovelos, cortou Letícia e garantiu mais uma vitória para os gaúchos em eventos paulistas.

Dani Vargas

Igor Pedote estava sem lutar desde 2016, mas resolveu voltar aos ringues para enfrentar Elson Gladiador. Claramente mais técnico devido à experiencia internacional, Igor foi se defendendo e tentando pontuar, mas Elson seguia implacável buscando abafar usando o tamanho e melhor preparo físico. Após o final do terceiro round, Igor passou mal e acabou vomitando no corner, não voltando para o quarto round, sendo derrotado por nocaute técnico.

Elson Gladiador

Num confronto sem muita agressividade, o carioca Arnaldo Moska foi mais combativo acertando potentes diretos e cruzados em Junior Fernandes, que absorveu bem, mas passou toda a luta de costas para as cordas economizando nas respostas. Mesmo subindo para 70kg, Moska usou a experiência para vencer confortavelmente na decisão dos juízes.

Leandro Barbosa não tomou conhecimento e acertou um duro cruzado nocauteando Weverson Baininho no primeiro round, enquanto Leandro Duarte foi desclassificado também no primeiro round, ao nocautear Luiz Favoreto com uma joelhada ilegal. Após segurar um chute, Leandro projetou Luiz no corner neutro e acertou uma joelhada que pegou inteira no rosto do atleta já sentado, e novamente o árbitro estava fora do lance. Apesar do deslize, o árbitro teve pulso firme decretando a vitória do atleta ainda no chão e com muito fairplay Leandro se desculpou e aceitou a derrota.

Marco clincha e vence Bolota

Após problemas na pesagem em sua última luta, Marco Black Diamond atingiu o limite dos 75kg e enfrentou Emerson Bolota. Marco se defendeu nos dois primeiros rounds, mas na segunda metade da luta veio para clinchar sem dar espaço para Bolota. Marco não acertou muitas joelhadas de efeito, mas colocou volume e agressividade que fizeram a diferença ante a passividade de Bolota.

No quinto round, Bolota tentou acelerar mas era tarde. Ainda acertou alguns socos mas Marco usou a experiência e ficou girando para garantir a confortável vitória por pontos.

Zion supera João Diego no co-main event

A grande surpresa da noite foi Zion Silva, que há mais de 1 ano sem lutar devido a um trauma no coração, voltou para enfrentar João Diego, que vinha embalado de 10 vitórias consecutivas. Totalmente sem ritmo, o lutador da pequena Pirambu em Sergipe veio disposto a trocar socos com o Cangaceiro da Team Brave.

Porém, após mais de 30 lutas, a lona plástica estava impossível de firmar os pés devido à água, óleo e suor, ambos não conseguiam clinchar, chutar ou firmar para executar os golpes. O que se viu foi uma disputa de socos e cotoveladas com muitos escorregões e patinadas.

Zion foi o agressor mas acabou cortado provavelmente no segundo round. Mesmo sangrando, o sergipano seguiu marchando e aceitando a trocação franca. Ambos estavam se expondo e recebendo golpes limpos na cabeça até que Zion conseguiu um perfeito cruzado de esquerda na ponta do queixo.

João recebe a contagem e Zion, sentido o bom momento e cheiro de sangue, partiu para decidir com socos conseguindo o segundo knockdown. À partir daí, João começou a brigar no instinto e trocar com Zion, mas machucado, o árbitro interrompeu antes da terceira queda decretando o nocaute técnico no quarto round.

“João vinha no ritmo de luta, batendo em todo mundo. Meu olho ficou mal depois da luta por causa de uma cotovelada, mas já estou bem. Volto a treinar logo para corrigir os erros e voltar mais forte, pegar ritmo, porque mês que vem tem pedreira pela frente, luto com o Apache no War.

Esse ano vai ser meu ano, se Deus quiser” finaliza Zion

Na luta principal válida pelo cinturão feminino, Raquel Bocalão dominou o combate e nocauteou Dani Almeida no segundo round. Após acertar uma cotovelada, a lutadora do ano 2018 soltou uma sequencia de socos forçando o árbitro a interromper a luta.”Eu viajo quarta-feira para fazer uma temporada na Tailândia mas tem duas lutas que gostaria de fazer aqui no Brasil, a Gabi do Helião, que já era para ter rolado, e a Rose Amorim” finaliza a nova campeão do Desafio Jab Direto.

Os lutadores do card principal bateram os pesos, houve short para os atletas, além da transmissão pay-per-view. Os pontos negativos do Desafio Jab Direto foram direcionados à arbitragem FEPLAM que estava desatenta e longe em alguns lances. Outro problema foi a lona plástica que deixou muitos atletas patinando limitando suas perfomances.

“O evento foi positivo e muito legal. Tivemos muitas lutas e demos oportunidade para vários estados participarem, conseguimos fazer uma mescla grande do muaythai brasileiro. Sobre a lona não vi muita reclamação, só no final do evento depois que Yuri e Richard caíram no chão cheio de óleo e vaselina.

No lance do Piranha, ele chutou o Richard em 3 apoios e teria que ser desclassificado. O árbitro estava em cima e não tomou a atitude correta. Na luta do Leandro aconteceu outro vacilo mas achei que o árbitro acertou.

O público não foi o esperado, acredito que por conta do feriado, mas estou feliz. O evento veio pra ficar mas pretendo reduzir a quantidade de lutas” pondera o organizador Ivam Batista

Acompanhem o Yoksutai para notícias sobre Muaythai.

RESULTADOS:

Desafio Jab Direto 2
Santo André, 22 de junho de 2019

Raquel Bocalão venceu Dani Almeida por TKO no R2
Zion Silva venceu João Diego por TKO no R4
Luiz Favoreto venceu Leandro Duarte por desclassificação no R1
Leandro Barbosa venceu Weverson Baianinho no R1
Arnaldo Moska venceu Junior Fernandes por pontos
Elson Gladiador venceu Igor Pedote por TKO no R3
Marco Black Diamond venceu Emerson Bolota por pontos
Richard Rodrigues venceu Yuri Piranha por pontos
Daniela Vargas venceu Leticia Emily por pontos

Segue lá

Leo Monteiro

Escrevendo, fotografando, filmando, editando, promovendo e fazendo esse tal de muaythai chegar ao próximo nível.
Leo Monteiro
Segue lá
Vire Caveira

Comments

comments

One comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *